Normal view MARC view ISBD view

Serviço social na saúde / coord. Maria Irene de Carvalho ; trad. Ana M. García Iglesias, Catarina Saboga Iglésias

Secondary Author: Carvalho, Maria Irene de
Iglesias, Ana M. García
Iglésias, Catarina Saboga
Edition: 2ª ed. Publication: Lisboa : Pactor, 2013 Description: XXVIII, 308 p.ISBN: 978-989-693-022-6Topical name: Serviço social | Saúde | Cuidados de saúde primários | Cuidados paliativos | Família | Saúde mental | Saúde escolar CDU: 364 List(s) this item appears in: Serviço social
Tags from this library: No tags from this library for this title. Add tag(s)
Log in to add tags.
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Location Call number Status Date due Barcode Course reserves
Monografia
Biblioteca IPBeja
364/SER (Browse shelf) Available 45732

Serviço Social Optativa 2 – Intervenção em Serviço Social - Saúde 2º Ano / 2º Semestre


Índice
Os Autores, p. XI
Prefácio, p. XV
Prefácio, p. XXI
Introdução, p. XXIII
Capítulo 1, p. 1
0 Serviço Social nos Cuidados de Saúde Primários: Contexto,
Perspectivas e Desafios

0 Serviço Social nos cuidados de saúde primários: uma jurisdição instável e em
Construção, p. 1
0 estado da arte do Serviço Social em cuidados de saúde primários, p. 3
Estudo e investigação (estudo epidemiológico), p. 5
Serviço social: a abordagem biopsicossocial e a integração dos utentes nos
serviços de saúde, p. 6
Da dimensão individual à dimensão coletiva da saúde, p. 8
Atribuições do Serviço Social nos cuidados de saúde primários, p. 9
O assistente social como consultor, p. 10
O assistente social como promotor da advocacia social, p. 11
O assistente social como mobilizador de recursos e mediador entre o utente
e os serviços, p. 11
Um estudo de caso, p. 12
Princípios e orientações, p. 12
O papel do Serviço Social e as concepções de saúde, p. 13
A jurisdição e a identidade profissional, p. 15
Perspectivas e desafios do Serviço Social nos cuidados de saúde primários, p. 19
Referências, p. 22
Capítulo 2, p. 25
Serviço Social e Qualidade em Contexto Hospitalar

Introdução, p. 25
Enquadramento histórico e legal da saúde: das origens à actualidade, p. 26
A saúde e a doença, p. 26
A evolução legislativa na Saúde, p. 27
Direitos e deveres dos doentes, p. 32
Serviço Social na Saúde, p. 33
Melhoria contínua na saúde, p. 36
A qualidade na intervenção social: aplicação prática na área de apoio social em
contexto hospitalar, p. 37
Enquadramento da acreditação na Saúde em Portugal, p. 37
Acreditação do CHLC, EPE - Área de Apoio Social, p. 41
Norma 63 - Serviço Social, p. 42
Intervenção do Serviço Social da Área de Apoio Social - o caso do CHLC, p. 43
Enquadramento da Área de Apoio Social no CHLC, p. 43
Articulação com a equipa multidisciplinar, p. 45
Articulação com os parceiros sociais, p. 48
Considerações finais, p. 50
Referências, p. 52
Capítulo 3, p. 55
O Serviço Social de Saúde e o Planeamento da Alta para a Continuidade de Cuidados na Comunidade

O Serviço Social de Saúde: apresentação, p. 55
Alguns pilares históricos do Serviço Social de Saúde, p. 56
A intervenção e a organização do Serviço Social de Saúde, p. 59
Definições de processo e serviço, p. 59
Definições de procedimento e protocolo, p. 60
Em que situações se deve designar como procedimento ou protocolo, p. 62
Características da intervenção a partir do Serviço Social de Saúde, p. 63
Princípios essenciais do sistema de saúde, p. 64
O programa de planeamento da alta, p. 65
Apresentação, p. 65
Contextualização, p. 65
A intervenção, p. 66
O risco segundo a OMS, p. 66
O screening de Serviço Social de Saúde, p. 67
Critérios de risco psicossocial e médico geralmente aceites no Programa de
Planeamento da Alta, p. 67
Outros critérios clínicos, p. 68
Profissionais que integram o Programa de Planeamento da Alta, p. 68
Do planeamento da alta hospitalar ao planeamento da alta dos cuidados de saúde
para a continuidade de cuidados na comunidade: evolução do conceito, p. 69
Justificação do Programa de Planeamento da Alta dos cuidados de saúde para a
continuidade de cuidados na comunidade, p. 72
Objetivos do Programa de Planeamento da Alta dos cuidados de saúde para a
continuidade de cuidados na comunidade, p. 75
Objetivo geral, p. 75
Objetivos específicos, p. 75
Primeiro diagnóstico na implementação do Programa de Planeamento da Alta
dos cuidados de saúde para a continuidade dos cuidados na comunidade, p. 76
O comissionamento, p. 78
O Programa de Planeamento da Alta para além dos problemas sociais-saúde da
Alta, p. 79
O que não é um Programa de Planeamento da Alta, p. 79
Considerações finais, p. 80
Referências, p. 80

Capítulo 4, p. 83
Cuidados Continuados Integrados e Serviço Social

Introdução, p. 83
Emergência, construção e desenvolvimento das respostas integradas, p. 84
Unidades de cuidados, p. 89
Internamento, p. 89
Convalescença, p. 89
Longa duração, p. 89
Média duração, p. 89
Cuidados paliativos, p. 89
Ambulatório, p. 90
Unidades de dia, p. 90
Equipas de cuidados, p. 90
Hospitalares, p. 90
Gestão das altas, p. 90
Intra-hospitalares e de cuidados paliativos, p. 90
Domiciliárias, p. 90
Cuidados continuados integrados, p. 90
Comunitária e de suporte em cuidados paliativos, p. 91
0 Serviço Social em cuidados continuados, p. 91
Tendência da intervenção baseada no modelo psicossocial, p. 94
Modelo a seguir: humanismo ecológico, p. 97
Operacionalização da intervenção do Serviço Social em cuidados continuados, p. 101
Considerações finais, p. 108
Referências, p. 110
Capítulo 5, p. 111

Serviço Social em Cuidados Paliativos e em Fim de Vida

Cuidados paliativos, em fim de vida e apoio social geral, p. 111
Transições nas necessidades de cuidados, p. 112
Transição do bem-estar para os cuidados de fim de vida, p. 113
Transição do apoio social geral para cuidados paliativos, p. 113
Transição dos cuidados de fim de vida para os cuidados paliativos, p. 114
Transição dos cuidados paliativos para o apoio no luto, p. 114
Esperança, realidade e abertura nas relações sociais no fim de vida, p. 115
O papel do Serviço Social nos cuidados paliativos e de fim de vida, p. 117
Modalidades do Serviço Social relacionadas com os cuidados paliativos e de
fim de vida, p. 117
O Serviço Social na equipa multidisciplinar, p. 118
A comunicação e o auxílio na execução de tarefas sociais, p. 119
Planeamento em cuidados continuados no fim de vida, p. 120
Auxílio na prestação de cuidados, p. 122
Auxílio prestado na perda, p. 123
Apoio no luto, p. 125
Competências de apoio nos cuidados paliativos e de fim de vida, p. 126
Trabalho de grupo, p. 130
Macroprática, p. 132
Considerações finais, p. 135
Referências, p. 136

Capítulo 6, p. 139

Envelhecimento, Qualidade de Vida e Mediação Social Profissional na Saúde

Introdução, p. 139
Envelhecimento ativo - um novo paradigma, uma janela de oportunidade, p. 140
Qualidade de vida: um conceito polissémico, p. 144
Mediação: um modo de pensar e (inter)agir, p. 147
Em que medida a mediação social profissional contribui para a qualidade de vida
dos idosos?, p. 151
Serviço Social na Saúde: mediação profissional para a melhoria da qualidade de
Vida, p. 154
Para repensar o Serviço Social na Saúde, p. 156
Informação - formação de competências, p. 160
Fluxos de comunicação, p. 163
Gestão e administração de recursos, p. 164
A gestão do quotidiano implica a gestão de recursos humanos, de emoções e
expectativas e de conflitos, p. 167
A gestão social resulta numa mediação simbólica, p. 169
Encaminhamento social, p. 170
Aproveitar e otimizar os recursos existentes, p. 171
Complementar a intervenção, p. 171
Personalizar a acção, p. 172
Facilitar o acesso, p. 172
Conferir algum protagonismo ao utente, p. 172
Alguns constrangimentos podem ser identificados, p. 173
Acompanhamento psicossocial, p. 174
Expressões associadas e delimitação do conceito, p. 174
Considerações finais, p. 176
Referências, p. 178

Capítulo 7, p. 183

A Intervenção do Serviço Social na Saúde com Famílias e em Redes de Suporte Social

Introdução, p. 183
Aspetos genéricos sobre a doença na família, p. 184
Para uma compreensão do impacte da doença na família a partir da tipologia
psicossocial da doença de John S. Rolland, p. 186
Outros contributos para a compreensão do impacte psicossocial da doença no
sistema familiar, p. 193
A relação da família com o sistema de saúde, p. 196
Para uma compreensão do impacte da doença na rede de suporte social informal, p. 198
Para compreender o impacte socioeconómico da doença na família, p. 202

Da intervenção do Serviço Social na Saúde: principais eixos de intervenção, p. 206
Referências, p. 214

Capítulo 8, p. 219

Serviço Social na Área da Saúde Mental: Princípios, Modelos e Práticas

Introdução, p. 219
Ética do Serviço Social: uma questão de princípios, p. 220
Ser ou não ser sistémico, eis a questão, p. 229
Conceitos fundamentais da perspetiva sistémica, p. 229
Modelos sistémicos para o Serviço Social, p. 231
Modelo unitário, p. 232
Modelo ecológico, p. 232
Modelo existencial, p. 232
Modelo dos quatro sistemas, p. 232
Intervenção em redes, p. 234
0 social da saúde mental: o Serviço Social na saúde mental, p. 235
Enquadramento legal e institucional, p. 236
Organização dos serviços no âmbito do Plano Nacional de Saúde Mental, p. 239
A importância da reabilitação psicossocial, p. 240
Articulação intersectorial, p. 240
Direitos humanos, p. 241
Recovery, p. 242
Participação de utentes e famílias, p. 242
Papel do Serviço Social neste contexto, p. 243
Princípios, p. 243
Objetivos, p. 244
Intervenção, p. 244
Competências, p. 246
Interdisciplinaridade, p. 247
Considerações finais, p. 248
Referências, p. 250
Capítulo 9, p. 251

Promoção da Saúde em Meio Escolar no Quadro das Políticas Públicas Saudáveis

Marcos históricos relevantes para a promoção da saúde, p. 251
Promoção da saúde: um paradigma para a intervenção, p. 254
Aplicabilidade das medidas em meio escolar, p. 258
A Nova Promoção da Saúde em cenário de crise, p. 264
Um campo de atuação para o Serviço Social - desafios da contemporaneidade, p. 266
Convergência operativa e especificidade funcional: as mutações dialogantes
(questão metodológica e operativa), p. 269
Referências, p. 271

Capítulo 10, p. 275

Saúde e Serviço Social no Brasil: Desafios Atuais

Introdução, p. 275
Saúde e Serviço Social no Brasil nos anos 80 e 90, p. 277
Saúde e Serviço Social a partir do ano 2000, p. 282
Impasses e desafios do Serviço Social e sua interface com a saúde na atual
Conjuntura, p. 296
Referências, p. 298
Índice Remissivo, p. 301

There are no comments for this item.

Log in to your account to post a comment.

Click on an image to view it in the image viewer