Normal view MARC view ISBD view

A investigação nas ciências sociais : estudo elaborado no gabinete de investigações sociais / João Ferreira de Almeida, José Madureira Pinto

Main Author: Almeida, João Ferreira de Coauthor: Pinto, José Madureira Publication: Lisboa : Presença, 1990 Description: 163 p. Topical name: Ciências sociais CDU: 303
Tags from this library: No tags from this library for this title. Add tag(s)
Log in to add tags.
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Location Call number Status Date due Barcode
Monografia
Biblioteca IPBeja
303/ALM(D) (Browse shelf) Available 10642
Monografia
Biblioteca IPBeja
303/ALM(D) (Browse shelf) Available 10643
Monografia
Biblioteca IPBeja
303/ALM (Browse shelf) Available 10644

ÍNDICE

INTRODUÇÃO
1 — A prática científica, p. 9
2 — O conceito de matriz teórica, p. 11

I
EPISTEMOLOGIA, METODOLOGIA E CONTEÚDO IDEOLÓGICO DOS DISCURSOS, p. 17
1 — Introdução, p. 17
2 — Dimensões de intervenção epistemológica, p. 22
3 — O caso das ciências sociais, p. 28
4 — O nível da linguagem, p. 31

II
CONTRIBUTO DA LINGUÍSTICA E DA SEMIOLOGIA PARA A ANA¬LISE DA CONOTAÇÃO
1 — Alguns conceitos da linguística, p. 33
2 — Hjelmslev — O conceito linguístico da conotação, p. 38
3 — Barthes — Semiologia e conotação, p. 39

III
CONOTAÇÃO: ENQUADRAMENTO TEÓRICO E «OPERACIONALIZAÇÃO» DO CONCEITO, p. 43
1—Introdução, p. 43
2 — Conotação — Tentativa de enquadramento teórico, p. 46
3 — Vias de «operacionalização» do conceito, p. 48
3.1 — Primeiro nível de intervenção-metodológico, p. 48
3.2 — Segundo nível de intervenção-epistemologia, p. 51

IV
CONCLUSÃO, p. 57

TEORIA E INVESTIGAÇÃO EMPÍRICA NAS CIÊNCIAS SOCIAIS
I
CONDIÇÕES E PROBLEMAS GENÉRICOS DA INVESTIGAÇÃO EM¬PÍRICA
1—Condições teóricas da produção científica, p. 61
1.1 — Introdução, p. 61
1.2 — Problemáticas e Problemas. Matriz teórica ou teoria em sen¬tido amplo, p. 64
1.3 — Teoria em sentido restrito, p. 66
1.4 — Teorias e paradigmas: proposta de classificação de R. Boudon, p. 68
a) Paradigmas teóricos ou analógicos, p. 69
b) Paradigmas formais, p. 70
c) Paradigmas conceptuais, p. 70
1.5 — Formalização e axiomatização de teorias, p. 72
2 — Epistomologia, metodologia e técnicas de investigação, p. 78
2.1— Descrição formalizada de um processo de investigação: noção genérica e técnicas e métodos, p. 78
2.2 — A função de comando da teoria: ilustração, p. 81
2.3 — Metodologia, p. 84
2.3.1— O problema da classificação dos métodos, p. 85
2.4 — Epistemologia, p. 88
2.4.1— Dimensões de intervenção epistemológica, p. 90
2.5 — Técnicas de investigação, p. 93
2.5.1 — Introdução, p. 93
2.5.2 — O problema da classificação, p. 93
2.5.3 — Descrição sumária de algumas técnicas de utilização frequente, p. 95
2.5.3.1— Técnicas documentais, p. 95
2.5.3.2 — Técnicas não documentais, p. 97
2.5.3.3 — Técnicas de amostragem, p. 105


II
VOCABULÁRIO DA INVESTIGAÇÃO EMPÍRICA EM CIÊNCIAS SOCIAIS

1—O problema da medida, p. 115
1.1 — Introdução, p. 115
1.2 — Definição de variável, p. 116
1.3 — Escalas, p. 118
1.3.1— Escala nominal, p. 120
1.3.2 — Escala ordinal, p. 121
1.3.3 — Escala de intervalo e escala de proporções, p. 123
1.4 — Observações complementares, p. 124
1.5 — A construção de variáveis, p. 131
1.5.1— As quatro fases da construção de variáveis, segundo P. Lazarsfeld, p. 133
1.5.2 — Limitações da proposta de Lazarsfeld, p. 136
1.6 — O problema da validade da medida: A intermutabilidade dos índices e o carácter indirecto da medida, p. 140
2 — Espaço de atributos: construção de tipologias, formalização de pro¬posições, p. 149

III
CONCLUSÃO, p. 157



There are no comments for this item.

Log in to your account to post a comment.

Click on an image to view it in the image viewer