Normal view MARC view ISBD view

Pedagogia do oprimido / Paulo Freire

Main Author: Freire, Paulo Edition: 2ª ed. Publication: Porto : Afrontamento, 1975 Description: 264 pSeries: Textos , 5Topical name: Pedagogia | Teorias da educação CDU: 37.013
Tags from this library: No tags from this library for this title. Add tag(s)
Log in to add tags.
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Location Call number Status Notes Date due Barcode Course reserves
Monografia
Biblioteca IPBeja
37.013/FRE (Browse shelf) Available BIPB/ESEB 8427
Monografia
Biblioteca IPBeja
37.013/FRE(D) (Browse shelf) Available BIPB/ESEB 8428
Monografia
Biblioteca IPBeja
37.013/FRE(D) (Browse shelf) Available BIPB/ESEB 8429

Serviço Social Teoria do Serviço Social I 2º Ano / 1º Semestre


Índice

Capitulo I, p. 37
- Justificativa da Pedagogia do Oprimido
-A contradição opressores-oprimidos, sua superação
- A situação concreta de opressão e os opressores
- A situação concreta de opressão e os oprimidos
- Ninguém liberta ninguém, ninguém se liberta sozinho - os homens se libertam em comunhão
Capitulo II, p. 79
- A concepção «bancária» da educação como instrumento de opressão. Seus pressupostos. Sua crítica
- A concepção problematizadora da educação e a libertação. Seus pressupostos
- A concepção «bancária» e a contradição educador-educando
- A concepção problematizadora e a superação da contradição educador-educando
- Ninguém educa ninguém. Ninguém se educa a si mesmo. Os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo
- O homem como ser inconcluso, consciente de sua inconclusão e seu permanente movimento de busca do Ser Mais.
Capítulo III, p. 109
- A dialogicidade - essência da educação como prática da liberdade
- Dialogicidade e Diálogo
- O diálogo começa na busca do conteúdo programático
- As relações homens-mundo, os «temas geradores» e o conteúdo programático desta educação
-A investigação dos «temas geradores» e sua metodologia
-A significação conscientizadora da investigação dos «temas geradores». Os vários momentos da investigação
Capitulo IV, p. 171
- A antidialogicidade e a dialogicidade como matrizes de teorias de acção cultural antagónicas: a primeira, que serve à opressão; a segunda, à libertação
- A teoria da acção antidialógica e suas características:
. A conquista
. Dividir para dominar
. A manipulação
. A Invasão cultural
- A teoria da acção dialógica e suas características:
. A co-laboração
. A união
. A organização
. A síntese cultural

There are no comments for this item.

Log in to your account to post a comment.

Click on an image to view it in the image viewer