Normal view MARC view ISBD view

Manual bayvitis : a fitossanidade da videira / colab. Ana Nazaré Pereira... [et al.]

Secondary Author: Pereira, Ana Nazaré Publication: Lisboa : Bayer Cropscience, [S.d.] Description: 301 p. : il.Topical name: Fitossanidade | Pragas das plantas | Videira Recommended bibliographic: Culturas regadas (CTeSP) - Aplicação de produtos fitofarmacêuticos - 2º ano CDU: 632.9 | 634.8
Tags from this library: No tags from this library for this title. Add tag(s)
Log in to add tags.
    average rating: 0.0 (0 votes)

Índice
INTRODUÇÃO, p. 7
CLUBE BAYVITIS, p. 10
MANUAL BAYVITIS: A FITOSSANIDADE DA VIDEIRA, p. 10
CONCEITOS DE PROTECÇÃO INTEGRADA, p. 11
A BAYER CROPSCIENCE E A PROTECÇÃO INTEGRADA, p 11
IMPORTÂNCIA ECONÓMICA DO SECTOR VITIVINICOLA EM PORTUGAL, p. 12
COLABORADORES, p. 25
ANA NAZARÉ PEREIRA / CEClLIA REGO / HELENA OLIVEIRA / JOÃO PORTUGAL ,
JORGE SOFIA/ YVON BUGARET / RIBAS VIDAL / RAUL RODRIGUES,
PRINCIPAIS DOENÇAS PARASITÁRIAS DA VIDEIRA, p. 31
OlDIO, p. 32
MlLDIO, p. 37
PODRIDÃO CINZENTA, p. 42
BLACK ROT, p. 48
ESCORIOSE (FORMA AMERICANA), p. 52
BDA (BLACK DEADARM), p. 58
EUTIPIOSE, p. 64
ESCA, p. 67
O DECLÍNIO DAS VIDEIRAS JOVENS, p. 72
PODRIDÃO DAS RAlZES, p. 78
OS FUNGICIDAS NA VITICULTURA MODOS DE ACÇÃO, p. 81
CONCEPÇÃO DE PROGRAMAS RACIONAIS DE TRATAMENTO
OUTRAS DOENÇAS PARASITÁRIAS DA VIDEIRA, p. 103
VÍRUS, p. 104
VlROIDES, p. 107
FITOPLÃSMAS, p. 108
PRINCIPAIS DOENÇAS NÃO PARASITÁRIAS DA VIDEIRA, p. 111
CARÊNCIAS NUTRICIONAIS, p. 112
ACIDENTES FISIOLÓGICOS (DESAVINHO E BAGOINHA), p. 114
ACIDENTES CLIMÁTICOS (GEADA, ESCALDÃO E GRANIZO), p. 114
PRAGAS PRINCIPAIS DA VIDEIRA, p. 115
TRAÇA DA UVA (EUDEMIS E COCHILIS), p. 116
CICADELA OU CIGARRINHA VERDE DA VIDEIRA, p. 130
CIGARRINHA DOURADA (BRANCA), p. 136
ARANHIÇO-VERMELHO, p. 144
ARANHIÇO-AMARELO, p. 150
ACARIOSE-DO-NÓ-CURTO, p. 155
ERINOSE, p. 160
PRAGAS SECUNDÁRIAS, p. 165
COCHONILHAS (ALGODÃO OU MELA), p. 166
PIRALE OU LAGARTA ESPERTA, p. 166
ÀLTICA OU PULGÃO DA VINHA, p. 167
PEDROTO OU PEDREIRO DA VIDEIRA, p. 167
FORMIGA BRANCA, p. 167
CHARUTEIRO OU CIGARREIRO, p. 168
FILOXERA, p. 168
ROSCAS, p. 168
CARACÓIS, p. 169
NEMÁTODOS, p. 169
ORGANISMOS AUXILIARES, p. 171
ÁCAROS FITOSElDEOS, p. 172
COCCINELlDEOS , p.177 CRISOPAS, p. 182 ANTOCORÍDEOS, p.185
Gestão das infestatntes da vinha, p. 187
CLASSIFICAÇÃO DAS INFESTANTES, p. 190
BIOLOGIA DAS INFESTANTES, p. 191
MÉTODOS DE CONTROLO, p. 201
MOBILIZAÇÕES, p. 201
HERBICIDAS ENRELVAMENTO..., p. 206
MODOS DE ACÇÃO DOS HERBICIDAS, p. 211
SOLUÇÕES BAYER CS FUNGICIDAS, p. 229
ANTRACOL, p. 230
CUPRAVIT, p. 231
ENXOFRE BAYER WG, p. 232
FLINT, p. 233
HORIZON, p. 234
LIBERO TOP -, p. 235
MANCOZAN, p. 236
MILRAZ, p. 237
MILRAZ COMB, p. 238I
MILRAZ COBRE, p. 239
MILTRAT, p. 240
MIKAL M FLASH, p. 241
MELODY, p. 242
MELODY COBRE, p. 243
MELODY SUPER, p. 244
PROFILER, p. 245
PROSPER, p. 246
RHODAX FLASH, p. 247
TELDOR, p. 248
INSECTICIDAS, p. 249
CONFIDORCLASSIC, p. 250
CONFIDOR 0-TEQ, p. 250
CORAGEN, p. 252
DECIS, p. 254
DECIS PRIME, p. 256
RUNNER, p. 257
ENVIDOR, p. 258
GARBOL, p. 260
HERBICIDAS, p. 265
BASTA S, p. 266
TARGA GOLD, p. 267
ROUNDUP SUPER, p. 268
ROUNDUP ULTRA, p. 270
ZARPA , p. 272
DIVERSOS, p. 273
CENFOL, p. 274
COMPLESAL 5-8-10, p. 275
COMPLESAL 12-4-6, p. 276
COMPLESAL CÁLCIO, p. 277
MESUROL 50, p. 278
ESTADOS FENOLÓQICOS DA VIDEIRA, p. 279
ACÇÃO DAS SOLUÇÕES BAYER CS SOBRE ORGANISMOS AUXILIARES, p. 287
ÉPOCAS DE TRATAMENTO DA VINHA, p. 291
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS, p. 295

There are no comments for this item.

Log in to your account to post a comment.

Click on an image to view it in the image viewer